Busca
Classificação de assuntos:

Pesquisa por palavra-chave:


Últimas Notícias
  • 03-10-2023
    Gestão 2023-2028
    Novos conselheiros eleitos para a gestão 2023-2028 tomam posse em cerimônia oficial
  • 02-10-2023
    Nota de repúdio
    Cremesp repudia artigo que considera cirurgia do presidente do Brasil uma questão política e faz falsas acusações aos médicos
  • 29-09-2023
    Evento
    Cremesp participa de cerimônia oficial de abertura do XXXIV Congresso Brasileiro de Neurocirurgia
  • 28-09-2023
    País digital
    Lideranças que se destacaram em Tecnologia da Informação disputam prêmio de embaixador e protagonista da área
  • Notícias


    01-08-2023

    Ato Médico - Saúde pública

    Cremesp judicializa e pede suspensão de resoluções do COFEN/COREN que permitem a realização de procedimentos invasivos (pneumotórax)

    O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) propôs ação civil pública à Justiça Federal para suspender a eficácia aos médicos do Estado de São Paulo quanto às Resoluções do Conselho Federal de Enfermagem (COFEN) nº 688/22 e 713/22, nos trechos que regulamentam a atuação do profissional de Enfermagem do Atendimento Pré-Hospitalar (APH) em áreas de risco e/ou difícil acesso e na descompressão torácica por agulha em pacientes com pneumotórax hipertensivo, atos que violam o Ato Médico.

    No que diz respeito ao APH, a Lei do Ato Médico e a Resolução CFM nº 1671/03 garantem que a realização de diagnóstico imediato nos agravos é ato privativo dos médicos. Além disso, a prescrição de medicamento e a realização de procedimentos invasivos, como punções cavitárias, são consequencia da realização de diagnóstico, o qual não podem ser feitos por profissionais não médicos, sejam eles enfermeiros, técnicos de enfermagem ou auxiliares de enfermagem.

    O Conselho, por meio de sua Comissão de Defesa do Ato Médico, visa preservar a competência profissional para a prática do Ato Médico e zelar pela saúde dos pacientes, devido ao perigo de dano dessas atividades, visto que outros profissionais não possuem o conhecimento necessário para realizar o diagnóstico dos pacientes, nem para prescrever medicamentos e muito menos para realizar procedimentos invasivos, como é o caso da descompressão torácica em pneumotórax hipertensivo.

    Concedido o pedido da liminar, além da suspensão das normativas, o Cremesp também requer seja determinado que o COFEN publique no Diário Oficial local e, através de seu site oficial, o conteúdo da decisão, além de notificar o Sistema Único de Saúde (SUS) e a Agência Nacional de Saúde (ANS), para que informem os hospitais credenciados.
     


    Este conteúdo teve 10085 acessos.


    CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
    CNPJ: 63.106.843/0001-97

    Sede: Rua Frei Caneca, 1282
    Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

    CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
    (11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

    HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
    De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h

    CONTATOS

    Regionais do Cremesp:

    Conselhos de Medicina:


    © 2001-2023 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 190 usuários on-line - 10085
    Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior

    O CREMESP utiliza cookies, armazenados apenas em caráter temporário, a fim de obter estatísticas para aprimorar a experiência do usuário. A navegação no site implica concordância com esse procedimento, em linha com a Política de Cookies do CREMESP. Saiba mais em nossa Política de Privacidade e Proteção de Dados.